dog walk Large 704x454

 

6 Dicas Para Transformar A Caminhada Com Seu Cão Em Uma Meditação

Por Kathleen Prasad

Depois de praticar meditação diariamente por anos, eu tive uma descoberta surpreendente: a meditação não requer acender vela e sentar-se em posição de lótus numa almofada como os olhos fechados e as mãos numa posição formal. Modos informais de meditação – caminhar ou andar a cavalo, por exemplo – podem ser tão poderosos (se não mais). Isso é porque a meditação objetiva trazer toda nossa energia para o momento presente, e abre nossos corações para o poder da quietude que existe no agora – algo que os animais sabem instintivamente como fazer. Não importacomoé praticada a meditação, maso quênós fazemos de fato.

Uma vez que você tomou consciência disso, introduzir a meditação, de modo com que ela caiba no seu dia corrido, torna-se muito mais fácil. Especialmente para aqueles que, como eu, têm cachorro. Imagine se cada caminhada com seu cão pudesse se transformar numa meditação. E pode de verdade! Abaixo estão seis dicas que você pode tentar hoje mesmo.

1. Prepare seu cão

O ideal, para alcançar um estado pleno de meditação, é eliminar toda a agitação do seu pet antes de saírem. Ele ficou enfiado em casa o dia todo? Reserve dez minutos para brincar com ele,  – por exemplo, lançando uma bola para que a pegue – , a fim de fazê-lo liberar a energia em excesso. Ele está com sede? Dê-lhe bastante líquido para beber para que não sinta sede nos próximos 15 minutos. Você sabe o que é melhor para seu cachorro. Pense sobre o que você pode fazer para que ele fique mais tranquilo.

2. Siga a liderança do seu cão

Deixar que alguém nos conduza pode ser libertador (mesmo que esse “alguém” seja seu cão!) e isso vai funcionar enquanto seu amigo peludo não se distrair puxando a coleira em todas as direções. Mas sinta-se livre para caminhar em um lugar diferente dessa vez. Liberte-se da vontade de olhar o relógio.

3. Abrace o silêncio

Tenha como objetivo fazer um passeio calmo;  desapegue-se do desejo de falar com seu pet ou conversar as pessoas que você encontrar pelo caminho. Absorva o silêncio no lugar disso.

4. Esteja presente

Sintonize-se com seus cinco sentidos e com a beleza ao seu redor, seja paciente com seu cão quando ele quiser cheirar tudo. Relaxe e respire. Liberte-se de qualquer pensamento que o tire desse estado zen. Foque na experiência de caminhar com seu cachorro, em como seu corpo se sente, no som dos pássaros, no farfalhar das folhas pelo vento, no chacoalhar da coleira, no som de cada passo sobre o chão. Se sua mente voar para muito longe, gentilmente, volte seu pensamento para o momento presente.

5. Jogue fora as distrações

A meta é se conectar com seu cão neste momento. Imagine que vocês estão conectados pelo coração, não apenas pela coleira. Fique sintonizado com as experiências e emoções do seu bichinho. Esqueça seu celular, Ipod, e tudo mais. Tantas pessoas têm uma conexão tão pobre com seus cães ao caminhar com eles; ambas as mentes estão indo em direções opostas. Mas quando você elimina distrações desnecessárias, você se aproxima do seu objetivo e se concentra em ir para a mesma direção que seu pet.

6. Faça dessa caminhada uma rotina diária

Isso pode parecer difícil num primeiro momento, mas as recompensas virão logo, e ambos estarão ansiando por esse precioso momento.

Abaixo, uma meditação que você pode tentar hoje.

Prática de Reiki: “Lembrando da Gratidão”

Caminhada meditativa com seu cão: reserve dez minutos para andar ao ar livre. Enquanto você caminha, concentre-se no mantra “obrigado”. Permita que sua mente vá onde quiser: para os animais, para as pessoas e situações na sua vida pelas quais você se sente grato. Observe como sua mente e coração mudam em apenas dez minutos com esse pensamento focado na positividade.

Você já tentou meditar enquanto caminhava com seu cão? Compartilhe sua experiência nos comentários abaixo.

Este artigo é uma tradução de It’s a Hearful Life